A sociedade sãogonçalense também quer participar

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 7 de julho de 2011 

A sociedade sãogonçalense também quer participar

Este ano, certamente, A Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante, tem em mão o projeto mais polêmico de toda a sua existência. Alguns vereadores trataram o assunto, na Sessão desta quinta-feira (7), com simplicidade, mas o tema requer conhecimento constitucional e detalhes da Lei Orgânica do Município.

O Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município que altera a redação do artigo 11 visando aumentar o número dos vereadores de 10 para 17 na Câmara Municipal teve a sua redação reprovada pelos companheiros Ivanildo Fernandes e Eraldo Paiva.

Mesmo assim, o vereador Eraldo declarou que é a favor das 17 vagas. Alegou que a representatividade é importante para a sociedade e que esse aumento não significaria mais custos para a Câmara, indiretamente, para os cofres públicos.

Não é bem assim vereador, esse assunto já gera muita controvérsia entre os sãogonçalenses, e, com certeza, haverá aumento de despesas, sim. Na relação política com a prefeitura, considerando que todos apóiem o governo, fica muita cara para o povo. Adequar a Câmara para receber mais sete vereadores pode custar os olhos da cara das nossas crianças.

A saída para essas mentes ilustres, bem intencionadas e confusas dos nossos guerreiros legisladores é o debate público, justifico: As declarações de voto de alguns vereadores na leitura da Emenda. Então, por que não realizar uma audiência pública para saber o que pensa o povo a respeito.

A emenda aprovada no Congresso Nacional que autorizou esse aumento de vagas nas Câmaras brasileiras não visava à representatividade e nem a democracia, mas sim a ampliação das bases eleitorais dos deputados federais.

Mais vereadores para quê?

Deixe um Comentário


6 − = quatro