“Quem tem com que me pague não me deve nada”

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 4 de maio de 2016

13164458_607433459428206_7140860001038879228_n

 

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

“Quem tem com que me pague não me deve nada”

Desta vez a publicação não foi feita no Blog do Chirimbaba.

O vereador e presidente do diretório Municipal do Partido Republicano Brasileiro (PRB), Chanxe Dantas, na sessão ordinária dessa terça-feira, 3, realizada na Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante, RN, desaprovou a ação jornalística e eleitoreira do colega Alexandre Cavalcanti.

É verdade que nem sempre os discursos do parlamentar de maior votação do Bairro de Jardim Lola formam, politicamente, um quadrado perfeito, às vezes, no calor abrasado pela emoção, ele perde o controle e invade o espaço alheio.

Entretanto, não foi o que aconteceu na última reunião plenária. Escreveu o ex-deputado estadual: “O vereador Chanxe Dantas incendiou a sucessão de São Gonçalo do Amarante (RN). Disse, em alto e bom som, que não concorda com a candidatura “enlatada” de Paulo de São Fernando…”, Chanxe reagiu com indignação à publicação.

Surpreso, rebateu o primeiro secretário: “Alexandre, vou responder o que você escreveu no seu facebook…eu não disse isso”. Chanxe em seu aparte alegou que o fato de Paulinho da Habitação ter transferido o título para ser candidato em São Gonçalo lhe dava todo direito de também ser pré-candidato a prefeito em 2020, pois mora no município desde o ano de 1993.

A possibilidade de o vereador apoiar a pré-candidatura de Paulinho da Habitação em relação às outras, inclusive a de Poti Neto, é muito maior. Isso já foi afirmado pelo próprio vereador do PRB. “Eu tenho 99% de chance de ficar com o pré-candidato do prefeito Jaime Calado.”

Porém, o PMDB adotou uma estratégia política que pode lhe custar muito caro mais na frente. Transformou alguns blogueiros e vereadores em chicote político para bater nos adversários, como por exemplos, Mendes, Barão e Paulinho da Habitação.

Mendes, presidente do PMB/Estadual, vai apoiar a pré-candidatura de “Paulinho da Habitação”

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 30 de abril de 2016

DSC_7144

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Mendes, presidente do PMB/Estadual, vai apoiar a pré-candidatura de “Paulinho da Habitação”

Quem reza para se dar bem com a traição nesta pré-campanha deve colocar as barbas de molho

Nunca, jamais e em tempo algum o presidente da Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante, RN, Raimundo Mendes Alves, deixou de votar no prefeito Jaime Caldo.

Então, com gesto de gratidão, o prefeito retribuiu a gentileza votando em Mendes para prefeito e, na eleição para presidência da Câmara Municipal, transformou-se para o amigo e aliado político, em Alexandre, o Grande.

Não foi por acaso que, na escola da vida, o destino os colocou nos mesmos tatames, entre esses, do Exército, neste serviram juntos, da Universidade, Rosa, esposa de Mendes, e Jaime foram colegas, e o da Política ganharam várias eleições, inclusive duas vezes a prefeitura.

Por isso que neste momento tão importante para história política e administrativa de ambos, onde mais uma vez o chamado envolve o compromisso de manter o município nos trilhos do desenvolvimento, Mendes não iria lhe faltar.

Portanto, para homenagear o Dia Nacional da Mulher, domingo, 1, a convite do prefeito Jaime Calado, o grupo político do presidente vai participar de um café da manhã com gosto de política.

 

Caras pintadas

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 27 de abril de 2016

zz-Monumento-do-Mártires-de-Uruaçu-7

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Caras pintadas

Mirem-se não nos exemplos desses “caras-pintadas”

Os discursos de alguns ex-generais do prefeito de São Gonçalo do Amarante, RN, Jaime Calado, nesta terça-feira, 26, na Câmara de Vereadores, além de pungentes, foram cheios de bravatas.

Nenhum deles quando aliados viveram, temeram ou se arriscaram pelo projeto administrativo do governo que colocou a cidade nas capas de revistas. São Gonçalo hoje é uma cidade melhor de se viver. Isto é fato.

E viveram, temeram e se arriscaram tão somente pelas condecorações recebidas. Senão, por que os protestos dos amotinados na Casa de Leis são sempre em nome das esposas, filhos e apadrinhados políticos?

E pior: a economia do país a cada dia está se deteriorando, o que acontece hoje com o Rio de Janeiro, segundo alguns economistas, pode acontecer com outros estados, consequentemente, com a nossa cidade, e não vejo os rebeldes preocupados com a causa comum, apenas com a pessoal.

Em resposta a um verso político improvisado de um ex-general da zona urbana, declarado no aparte de outro da zona rural, eu quero compartilhar especialmente com os meus leitores este testemunho:

“Nessa administração nenhum político anda mais com remédio na mala do carro, isso é “jeitinho” do passado. Agora, o povo é respeitado, pois temos 13 Unidades Básicas de Saúde da Família reformadas e com equipe completa para atender a demanda do município. Qual é o nome disso? Moralização da administração pública” (…).

Portanto, chegou a hora da verdade. Vamos lutar pelos políticos que vivem, temem e se ariscam pelo bem estar do povo são-gonçalense. Aqueles dos discursos provincianos devem ser esquecidos por cinco, seis ou mais gerações.

PMB E PRB formam o bloco político “É COM ELE QUE NÓS VAMOS”

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 24 de abril de 2016

20160423_134732

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

PMB E PRB formam o bloco político “É COM ELE QUE NÓS VAMOS”

Um grupo que também ajudou a trazer as melhoras para todas as comunidades são-gonçalenses

Com o poder, do ponto de vista político e partidário, de decidir quem será o próximo prefeito são-gonçalense, Chanxe Dantas, presidente municipal do PRB, Mendes, presidente estadual do PMB, e o vereador Gerson Bezerra (PRB) firmaram acordo para a indicação da pré-candidatura de vice-prefeito das próximas eleições.

Os dias seguintes serão dedicados às negociações com os filiados e pré-candidatos a vereador. Apesar do poder de decisão de Chanxe Dantas e Mendes, mesmo assim, vão discutir com os seus correligionários quem tem o melhor Programa de Governo para o povo.

Com também as coligações partidárias farão parte da discussão. Uma das sugestões de nomes para se unir na proporcional é o do partido Solidariedade, entretanto, com ou sem o Solidariedade o projeto político dos três vereadores é fazer a maior bancada da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante, RN.

O sucesso desse grupo será a ponte que eles desejam para chegar a outro projeto político em 2018, não menos ambicioso, que é a construção de uma pré-candidatura a deputado estadual.

Quem vai dizer sim ao grupo político “É COM ELE QUE NÓS VAMOS”, o ex-presidente Geraldo Veríssimo, Josi Gonçalves, “Barão”, Tereza, “Paulinho da Habitação” ou Poti Neto?

 

 

 

 

“É um grupo do PMDB que está dizendo que todos nós somos candidatos laranja”

 

- Escrito e publicado por Manacy Henriuque em 20 de abril de 2016

20160419_094059

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

“É um grupo do PMDB que está dizendo que todos nós somos candidatos laranja”

Barão afirma que o grupo não saiu de cima, mas saiu de baixo para cima.

O vereador Barão (SDD), nesta terça-feira, 19, voltou a ocupar a tribuna da Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante, RN, e acusou um grupo de dentro do PMDB de publicar um vídeo com clara intenção de desrespeitar os pré-candidatos a prefeito.

Questionado pelo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) do Estado, Eraldo Paiva, sobre o assunto o arador justificou: “Esse vídeo tem que ser comentado Eraldo porque diz que Barão é candidato laranja, diz que meu amigo Geraldo Veríssimo é candidato laranja, diz que meu amigo presidente Mendes é candidato laranja e diz que minha amiga Tereza é candidata laranja”.

Ao afirmar que o vídeo se referiu a quase todos os partidos que têm candidato, menos ao PMDB, Alexandre Cavalcanti tomou a palavra e disse: “Falou, disse que estava liderando as pesquisas”. Pasmem. Até  Tarcísio Fernandes, irmão de Tereza, achou graça após a observação do parlamentar.

Ainda com a palavra Barão perguntou aos colegas: “Como é que o solidariedade vai ter uma aliança com o PMDB? Se está dizendo que o pré-candidato é laranja”. Segundo o orador, no diálogo do vídeo Mendes é acusado de se vender por qualquer coisa, além de ter referências à esposa do presidente.

Barão encerra seu discurso dizendo que não faz política falando mal de quem quer que seja. Inclusive citou os nomes dos ex-prefeitos Poti Júnior e Jarbas. “Nunca falei aqui do nosso prefeito que trabalhou e muito por São Gonçalo do Amarante Jaime Calado”, concluiu.

 

 

 

Paulo Emídio é o pré-candidato a prefeito de Jaime

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 19 de abril de 2016

13043503_601346450036907_4215566184199489615_n

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Paulo Emídio é o pré-candidato a prefeito de Jaime

Um “inconfidente” do grupo político do prefeito de São Gonçalo do Amarante, RN, Jaime Calado, jurou de pés juntos que o Partido da República (PR) tem pré-candidato a prefeito para disputar as eleições que se aproximam.

Nas pesquisas, segundo o infante, o nome do prefeito é muito forte e isso é reflexo da grande administração que vem fazendo. Por isso, não há razão administrativa, política ou eleitoral para apoiar um candidato que não seja o indicado pelo prefeito.

Revelou também o condecorado das batalhas eleitorais passadas que a possibilidade de um acordo com a oposição, neste caso, especialmente com o ex-prefeito Poti Júnior, está descartada. Entretanto, as portas do PR estão abertas para os outros pré-candidatos.

A tentativa frustrada na busca de um entendimento de ambos os lados, lá do céu, envolvendo João Maia e Henrique, e da terra, com Jaime e Poti Júnior, e o voto da deputada Zenaide Maia contra a continuidade do processo do impeatchment de Dilma desarmaram os articuladores.

Portanto, nessa quarta-feira, 20, no SEV CLUB, Jaime reunirá os amigos para apresentar o ex-secretário de Habitação, Paulo Emídio, como o seu pré-candidato a prefeito.

Seu Francisco Costa, a palavra só não basta, tem que dá exemplos

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 17 de abril de 2016

1620853_1044213525644446_3224642874396699435_n

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Seu Francisco Costa, a palavra só não basta, tem que dá exemplos

Acredite se quiser

Na política, para o dirigente partidário Seu Francisco Costa, só quem é boa é a sua mulher a pré-candidata Josi Gonçalves. Ele tenta, a todo custo,  transformá-la no desejo político de todos os são-gonçalenses.

Não nego, tenho o maior tesão pelos seus contornos políticos narrados, pelo seu improbo cabo eleitoral, por algumas páginas indecorosas da imprensa. Às vezes, penso que ele quer destruir São Gonçalo do Amarante e construir um navio de Noé para salvá-la.

Entretanto, não me arriscaria a embarcar numa aventura, nem que fosse  eleitoral, com ela, apenas ela, só nós dois, sem o cara do remo e o motor. Porque não acredito no que escreve o promotor de vendas de sua pré-campanha.

E tenho motivos de sobra para não me arriscar. Jamais confiaria, apesar de a companhia ser tentadora politicamente, em um condenado a pagar indenização por danos morais e pior: é um reincidente.

Não tem moral para criticar o os políticos do município, pois tem um cunhado nomeado no gabinete do vereador e presidente do PMDB, Edmilson Gomes, isto é, foi empregado sem prestar concurso público. Além de ser acusado de, supostamente, recebe dinheiro de vereador e suplente para não criticá-los.

O passado e o presente do dirigente Seu Francisco os condena, principalmente, quando o tema é a pré-candidatura de Poti Neto. (…) Reconhecemos como jornalistas experientes na cobertura política durante mais de vinte anos consolidado em diferentes veículos de comunicação, que o Poti Neto nos revelou muita personalidade de homem público equilibrada.

Não foi diferente com Mendes e Nonato depois de ter recebido ajuda financeira dos dois parlamentares. Quem danado vai votar numa pré-candidata que tem atrás de si um político canalha, picareta e que joga suja todo tempo, quem?

 

Tudo ainda pode acontecer nas eleições são-gonçalenses

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 16 de abril de 2016

Acordo PMDB  PR III

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Tudo ainda pode acontecer nas eleições são-gonçalenses

Diferente dos bobos da corte do PMDB e do PR, eu acredito que, nas próximas eleições, caso Temer se torne presidente, as chances são grandes de Henrique Alves e João Maia repetirem a aliança partidária vitoriosa de 2012.

Aliás, esse entendimento já poderia ter acontecido sem a arbitragem dos dois comandantes partidários. O grupo político, liderado pelo ex-prefeito Poti Júnior, tornou público a condição para que o compromisso político, administrativo e eleitoral fosse renovado.

O dinamismo das relações políticas, apesar de Jaime Calado ter declarado que o seu partido vai ter candidato a prefeito, cabe, perfeitamente, a inversão da ordem da chapa majoritária do último pleito disputado, ou seja, Poti Neto prefeito.

Digo isso sem a mínima preocupação de que posso ser censurado pelos colegas da imprensa ou pelos próprios correligionários do prefeito ou da oposição.  Estou convicto de que se disputamos a eleição em lados opostos que vai perder é o município, consequentemente o povo.

Só os hermafroditas políticos e os provincianos insistem na tese medíocre de que a cidade de São Gonçalo do Amarante, RN, não avançou com essa administração. Méritos dos grupos do prefeito Jaime Calado e do conselheiro Poti Júnior.

Portanto, eu vou ficar muito feliz só de olhar para a cara de alguns oportunistas políticos se essa união acontecer. Com todo respeito aos outros pré-candidatos, mas quem quiser ver São Gonçalo mais forte deve torcer pelo entendimento entre Henrique e João.

 

 

Veríssimo aos gritos: “Retroceda ao Diário Oficial da semana passada, retroceda!”

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 14 de abril de 2016

20160414_121731

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

Veríssimo aos gritos: “Retroceda ao Diário Oficial da semana passada, retroceda!”

 

Faz aproximadamente uma semana que o filho de Geraldo pediu demissão e que a irmão de Valda foi nomeada

A sessão ordinária realizada na Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante, RN, nesta quinta-feira, 14, foi marcada pela intolerância do ex-presidente Geraldo Veríssimo de Oliveira (PC do B) aos colegas que votaram favorável ao veto do prefeito.

Logo após a Casa de Leis acatar o veto com os votos de Adelson Martins, Valda Siqueira e Edson Valban, a vereadora Rayure Protásio se absteve,  do Projeto de LEI nº 321/2015, autoria do vereador Nonato Queiroz, o comunista reagiu impetuosamente e acusou a líder do governo e os  três parlamentares da base do governo de votar contra o povo.

Além disso, perdeu a compostura ao insinuar que a força da liderança de Valda tinha tudo a ver com a nomeação de cargo em comissão. Por coincidência, faz poucos dias que Micleide Siqueira, filha do ex-presidente Milton, assumiu um cargo na administração.

O vereador Edmilson Gomes para amenizar o constrangimento causado aos pares pelo colega disse: “Eu não acredito, viu Valban? Que vocês tenham votado contra por causa das portarias que Geraldo denunciou aí”. Edson Valban respondeu que hoje aqueles que apontam o dedo para os companheiros, até ontem, eram apontados.

Em solidariedade a vereadora Valda Siqueira o ex-deputado estadual, por dois mandatos, e vereador Alexandre Cavalcanti observou: “Nós temos que ter o direito de ler a matéria, analisar a matéria e de acordo com a sua capacidade de interpretação votar do jeito que bem entender”.

Enfim, A ex-colega de partido do nobre vereador Veríssimo não quis polemizar e recorreu à bíblia para respondê-lo: “A melhor maneira de combater o inimigo é o silêncio”. Rayure usou o aparte para dizer que determinado comportamento de alguns colegas era de interesse político pessoal e contra o governo, mas ela vai até o fim com Jaime Calado.

 

O lançamento da pré-candidatura de Barão causa desconforto político na oposição

 

-Escrito e publicado por Manacy Henrique em 13 de abril de 2016

12963413_599009063603979_4316525527117786206_n

 

Banner_São-Joaquim_Site-Fala-RN_Fev-20151

O lançamento da pré-candidatura de Barão causa desconforto político na oposição

Vereador faz da sessão ordinária um palanque eleitoral

As queixas de alguns profissionais da imprensa são-gonçalense sobre o lançamento da pré-candidatura a prefeito de São Gonçalo do Amarante, RN, do vereador Barão (SDD), não podem ser traduzidas, infelizmente, em fatos de interesse político comum, mas, sim, pessoal.

Senão, então vamos tirar a prova dos nove de algumas manchetes e trechos de matérias publicadas nos blogs por seus editores que, de uma forma ou de outra, estão ligados a uma determinada candidatura no município.

Por exemplo, escreveu Paulo Tarcísio: (…) É que um dos mais cobiçados contratos da administração Municipal – o da locação de veículos foi destinado a uma pessoa por ele indicada. Foi bem como jornalista, que não é nem uma novidade, e preciso de cabo eleitoral.

O dirigente partidário Seu Francisco deu a seguinte manchete no seu jornaleco online: “Pré-candidatura de Barão é desprestigiada por deputado Kelps”, para aqueles que prezam o bom jornalismo sabem que ele apelou como de costume.

Além dos jornalistas, quem também se fez presente nessa linha de tiros foi um amigo blogueiro que acusou Barão de ser um pré-candidato “laranja” do prefeito Jaime Calado. Mais uma opinião de um agente da mídia são-gonçalense que também está comprometido com um projeto político.

Eu também tenho compromisso político. Entretanto, não vejo o lançamento da pré-candidatura a prefeito de Barão com um prenúncio de um dilúvio social, econômico e político para a cidade de São Gonçalo do Amarante. Aliás, acho tão legítima quanto a de Poti Neto, de Teresa, de Josi, de Verissimo, de Mendes e de Nonato.