Ele é o melhor são-gonçalense no fisiologismo que virou negociação politica

 

- Escrito por Manacy Henrique em 2 de fevereiro de 2018

E9027BC0502E - Cópia

Ele é o melhor são-gonçalense no fisiologismo que virou negociação politica

Quando estava no Poder, o discurso era outro.

Na cristaleira política são-gonçalense tem um cristal, apesar de não ser de alta qualidade, por ser de transparência duvidosa, mas politicamente já foi cobiçado por muita gente importante do meio, entre esses, Fernando Freire.

Como vereador e deputado estadual recebeu a pecha de político amorfo, isto é, foi aceito como o oposto de um político de caráter cristalino. Como ex-dirigente da Federação de Futebol do Rio Grande do Norte, tramou contra o seu próprio criador. Como? Lapidou-o até transformá-lo numa peça barganhada.

Por preferir jornalismo a futebol, ele escapou de viver um verdadeiro ostracismo em relação àquele que o inventou. Ainda assim continua fazendo traquinagem pela janela de um blog alheio da cidade de Natal, RN.

Por isso também pode consagrar-se como um grande expoente do fisiologismo do Estado. Basta você ler com atenção seus textos, especialmente, o que envolveu as partículas Jaílson Tavares, Ricardo Mota e a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, RN. Pois vão perceber que não possuem estrutura de uma substância sólida da verdade.

Infelizmente, é um especialista em manipular a ingenuidade dos que estão em seu entorno. Não seria razoável dizer que faz isso com a família, mas eu tenho minhas dúvidas. Na política já valeu 30 moedas de prata, mas hoje não vale um dólar furado.

Deixe um Comentário


cinco − 1 =