Onde estarão as lideranças dos Cavalcanti quando a nossa banda passar em 2020?

Escrito por Manacy Henrique em 8 de janeiro de 2019

18485374_797390860432464_1225312904804341472_n

Onde estarão as lideranças dos Cavalcanti quando a nossa banda passar em 2020?

Alexandre Cavalcanti enquanto fica de prosa com um, fala mal do outro; mas nunca está longe do poder

Eu pergunto a você aonde vão se esconder as lideranças dos Cavalcanti quando a banda do prefeito e candidato a reeleição Paulo Emídio de Medeiros passar pelas ruas são-gonçalenses em 2020?

Em resposta, alguém pode cantarolar: – O gato comeu, o gato comeu e ninguém viu. Trocando em miúdo, uma alusão aos agentes políticos de mandato e sem mandato que atravessaram a ponte da oposição.

Faz tempo que eles perderam a confiança de sua tropa. Rei morto, rei posto. Ultimamente, o vereador derrotado Alexandre Cavalcanti não tem feito outra coisa a não ser insultar a inteligência alheia blogando.

Ao blogar, não escreveu sobre os mimos que fizera ao prefeito são-gonçalense embaixo dos portais das salas nobres da Corte de Contas do Estado no dia da posse do seu presidente Poti Júnior.

Pelo visto, enfrentar o bom administrador e o bom líder Paulinho não deve estar nos seus planos políticos para 2020. Aliás, esse reconhecimento ao bendito prefeito Paulinho também é propagado pelos seus correligionários, inclusive, os de papel passado.

Portanto, que rufem os tambores, a banda vai passar. Quando ela passar pelo menos o fulano, o sicrano e o beltrano nós saberemos onde encontrá-los. Nada contra a quem quer ajudar o nosso grupo político, mas tem que tirar a máscara.

Deixe um Comentário


8 − sete =