Líder de governo na Câmara de São Gonçalo é um cargo ocioso

1558473_345075902330631_2250638021438984533_n

Líder de governo na Câmara de São Gonçalo é um cargo ocioso

As trincheiras da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante (RN), por uma questão de justiça ao histórico de batalhas travadas em defesa dos governos do ex-prefeito Jaime Calado e de Paulinho Emídio nos últimos dez anos, os vereadores Edmilson Gomes e Edson Arcanjo da Silva, o Nino, deveriam se alternar na função.

Entretanto, não fosse a estratégia adotada por Jaime e Paulinho da lei do mais forte para evitar ciúme político ente os governistas, esses seriam os melhores nomes para tomarem as dores da bancada.

Aliás, num dos raros momentos que eles estiveram em campos opostos, sem sair do quadrado do poder, o governo perdeu uma votação pelo placar de 11 a 5. O vereador republicano Chanxe Dantas estava ausente.

Um dos votos contra foi de Gomes. Nino votou a favor do pedido do prefeito para remanejar 30% do orçamento de 2019, já o pastor e mais dez deram não.

Nesses banquetes antropofágicos que acontecem dentro da própria base, a grosso modo o governo é imobilizado por interesses não comuns, ou seja, alheios ao púbico. Por isso o recuo é sempre imediato.

Também uma oposição construída de sonolentos, órfã de um líder político e sem poder para mobilizar a tropa do governo contribui sobremaneira para a ausência de uma liderança. Apesar do episódio do orçamento, a alternativa é continuar com os dois voluntários da pátria, quer dizer, do governo.

Mendes no palanque de Jaime: é sinal que o processo de esgotamento político do vereador está em curso

Escrito por Manacy Henrique em 14 de janeiro de 2019

49938676_1995663287402727_5678718399136399360_n

Mendes no palanque de Jaime: é sinal que o processo de esgotamento político do vereador está em curso

A foto diz tudo: Mendes quando está dentro, está fora.

O ex-presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante (RN) Raimundo Mendes Alves, na última campanha eleitoral, perdeu o eixo da atividade política quando desistiu de lutar pelo bem comum do povo são-gonçalense e a unidade do grupo.

Quer dizer, apesar de está cercado de cargos por todos os lados, inclusive de presidência e adjunto, pegou o Partido da Mulher Brasileira (PMB), botou embaixo do braço e deu as costas para os líderes que o fizeram chegar lá.

Para os companheiros são-gonçalenses, o sentimento que perdura até hoje é de cada um por si e os outros que se danem. Atrapalhou o tráfego eleitoral ao trocar a candidatura de deputado federal pela de estadual na contramão.

Foi delegado, mas politicamente mostrou que é péssimo no gatilho. No primeiro turno, mirou em Robinson e errou. No segundo, não tirou nem fino ao mirar em Carlos Eduardo.

Portanto, a subida no palanque do secretário de
Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Calado, é o seu último suspiro político. Por muito menos, eu vi vereador ser “enforcado”. É um homem de sorte, mas um político de azar.

Escrito e publicado por Manacy Henrique em 13 de Janeiro de 2019

18301632_792836324221251_5235123559130608879_n

Jaime Calado, parabéns!  

Um dos melhores ser humano que conheci em toda a minha vida. No mundo, existem muitos, mas Deus o botou no meu caminho.

E sou grato por isso. Abaixo d’Ele, não procuraria outro para me aconselhar onde investir as minhas esmeraldas.

Certa vez, disse ele: “O teu caminho é o jornalismo. Faça um jornal que eu te ajudo”. Isso faz dez anos.

Escrever é algo que me enche de orgulho e prazer. A tua amizade também.

Tornei-me uma pessoa melhor e maior depois que o conheci. Jaime, é uma felicidade tamanha poder parabenizá-lo pela passagem do teu aniversário, meu amigo.

Projeto contra reeleição da Mesa da Câmara de São Gonçalo pode virar tema de marchinha de carnaval

 

Escrito por Manacy Henrique em 13 de janeiro de 2018

 

Projeto 50411550_1010463169140903_1466776514639953920_ncontra reeleição da Mesa da Câmara de São Gonçalo pode virar tema de marchinha de carnaval

O que está por trás do projeto contra a reeleição de presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante (RN)? Segundo fontes fidedignas, o autor da proposição alega que a coincidência das eleições limita o poder de reivindicação dos colegas.

Ou seja, o vereador fica pelo menos impedido de usar uma das cinco forças de Poter, isto é, o poder de barganha dos clientes. Afinal de contas, quanto maior for o nível da disputa, maior será o controle dos edis sobre o processo eleitoral.

No meu ponto de vista, o que inspirou o rascunho do projeto do ex-presidente da Casa dos Bons Homens Geraldo Veríssimo de Oliveira é o “gelo no sangue”, isto é, a frieza do presidente da Casa de Leis, Edson Valban, com os seus colegas.

Para as fontes, Veríssimo foi o único a insurgir-se, fora das quatro linhas do seu gabinete, a indiferença do homem de gelo. É bem verdade que Valban nunca escondeu que será necessário importar líquido de resfriamento para para jogar sobre as cabeças dos edis.

Por fim, esse projeto pode até ser cantarolado como um dos um sucessos de antigos carnavais, por exemplo: “Mamãe, eu quero, mamãe, eu quero, mamãe, eu quero mamar!”. Entretanto, quem pensou que iria sensibilizá-lo e fazer o presidente vestir o abadá do bloco Um por Todos, Todos por Um, vai ter que esperar o carnaval de 2021.

URV: no futsal, o ‘leão’ das quadras são-gonçalenses

Escrito por Manacy Henrique em 11 de janeiro de 2019

14591589_1182882755112108_2552445562261196970_n

URV: no futsal, o ‘leão’ das quadras são-gonçalenses
Em São Gonçalo, a história do ‘papa’ títulos dos campeonatos municipais começou em 1994

Só a camisa que carrega a marca de maior vencedor de todos os tempos no futsal, quer dizer, de tetracampeão masculino e tricampeão feminino, pode ser chamada de manto sagrado.

Faz tempo que o bairro de Santo Antônio do Potengi, zona urbana de São Gonçalo do Amarante (RN), é um dos vetores são-gonçalenses para o fortalecimento do sentimento da nossa identidade cultural no artesanato e no esporte.

No artesanato, por exemplo, o ex-prefeito Jaime Calado eternizou uma dessas marcas com a construção da estátua do Galo Branco de 13 metros de altura. Construído no formato original do tradicional “Galo Branco de Dona Neném”.

No esporte, com todo respeito aos adversários, também às margens da RN 160, o URV masculino e feminino já são merecedores de um “outdoor” com os dois troféus pelos resultados incríveis dos últimos anos no segmento. Com apalavra o prefeito Paulinho Emidio.

Pelo visto, independente da faixa de idade, não vai parar por aí. Em 2018, conquistou o título do maior campeonato do Estado já promovido pela “Cidade do Esporte”. No último sábado (6) de 2019, pela etapa de Santo Antônio, a equipe do URV futsal masculina, mais uma vez, entrou em quadra determinada a tornar os seus feitos esportivos espetacularmente únicos. URV 7 x 3 Nova Zelândia.

Eromínio Felix, mcWS e Swing dos Plays agitam a primeira prévia de carnaval de Bela Vista”

Escrito por Manacy Henrique em 10 de janeiro de 2018

22129843-0c85-4019-a3cf-adec6ed45df5

Eromínio Felix, mcWS e Swing dos Plays agitam a primeira prévia de carnaval de Bela Vista”

Com aproximação do carnaval, no Laranjal Casa Show, Bela Vista, zona rural de São Gonçalo do Amarante (RN), sábado, dia 2 de fevereiro, a partir das 22h, o clima de folia toma conta do bairro.

Os shows dessas feras vão até o sol raiar, para agradar a todos os foliões, além de funk e swing, o samba está garantido.

Com isso, é possível prever o que espera os foliões, também, de poço de Pedra, Jenipapo, Igreja Nova, Barro Duro, Alagadiço Grande e Rio da Prata.

Os serviços oferecidos ao público que sempre prestigia os eventos do Laranjal Casa Show, já são conhecidos e aprovados de outros carnavais.

Portanto, quem quiser antecipar a sua alegria de carnaval de 2019, o Laranjal é o endereço certo para você comer, beber e pular com segurança.

Petecistas são-gonçalenses, com exceção da vereadora Márcia Soares, terão o mesmo destino partidário

Escrito por Manacy Henrique em 9 de janeiro de 2019

29425268_1864895980251369_7658284678587088896_o1

Petecistas são-gonçalenses, com exceção da vereadora Márcia Soares, terão o mesmo destino partidário

Com o fim das coligações partidárias, o PTC está com os dias contados para transforma-se num conjunto partidário unitário, isto é, de um membro apenas.

Pasmem, dos 26 filiados petecistas, 25 são signatários do manifesto contra a permanência da vereadora Márcia Soares no grupo independentemente do destino partidário que tomarão.

É, pelo visto o slogan de campanha “Um por Todos e Todos por Um! Pela sobrevivência de todos” foi um acordo que valeu só para antes do partido chegar à Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante (RN).

Contudo, vai que a vereadora consiga escapar dessa “emboscada”. Guardadas as devidas proporções, a sua eleição a colocará também ao lado das 21 mulheres que mudaram o mundo para melhor.

Nísia Floresta Augusta é uma delas. Além de ser a primeira mulher a lutar pela emancipação feminina e de ser reconhecida por sua dedicação a alfabetizar meninas e mulheres, foi tradutora do manifesto feminista “Direitos das Mulheres e Injustiças dos Homens”.

Para desviar-se dessa “armadilha”, a segunda secretária da Mesa Diretora da Câmara Municipal, Márcia Soares, deve procurar abrigo no Partido Verde (PV). O presidente da Câmara Municipal, Edson Valban, e Adelson Martins devem recebê-la de braços abertos. Enquanto os seus “mui amigos” vão desembarcar no Partido Republicano da Ordem Social (PROS).

 

Dai a Enilto o que é de Enilto, e a Paulinho o que é de Paulinho

Escrito por Manacy Henrique em 9 de janeiro de 2019

49825994_2226180817400750_5090591446210183168_n

Dai a Enilto o que é de Enilto, e a Paulinho o que é de Paulinho

O sentimento de justiça de alguns católicos não deveria passar por seleção pessoal quando, também, trata-se de fazê-la na política partidária.

E pior quando a exclusão é feita para valorizar o passe político e eleitoral. Neste caso, do pescoço pra baixo é tudo canela.

Ora, se houve a execução do serviço de terraplanagem de algumas ruas de Barro Duro, localizado na zona rural de São Gonçalo do Amarante/RN, no mínimo, é uma ação da prefeitura.

Mas justiça seja feita. Quem agradeceu ao prefeito Paulinho Emídio, ao secretário Márcio Barbosa, este um agente político das melhores referências, deveria agradecer ao suplente petecista Enilton Silva.

Sabe de quem?! Sabe de quem foram doadas 260 caçambas de aterro para a obra? Dele, Enilto. Por isso, eu quero fazer os meus agradecimentos pela recuperação das estradas a Paulinho, Márcio e Enilto. Vixe! Estava esquecendo de Nonovo, o fiscal da execução.

Onde estarão as lideranças dos Cavalcanti quando a nossa banda passar em 2020?

Escrito por Manacy Henrique em 8 de janeiro de 2019

18485374_797390860432464_1225312904804341472_n

Onde estarão as lideranças dos Cavalcanti quando a nossa banda passar em 2020?

Alexandre Cavalcanti enquanto fica de prosa com um, fala mal do outro; mas nunca está longe do poder

Eu pergunto a você aonde vão se esconder as lideranças dos Cavalcanti quando a banda do prefeito e candidato a reeleição Paulo Emídio de Medeiros passar pelas ruas são-gonçalenses em 2020?

Em resposta, alguém pode cantarolar: – O gato comeu, o gato comeu e ninguém viu. Trocando em miúdo, uma alusão aos agentes políticos de mandato e sem mandato que atravessaram a ponte da oposição.

Faz tempo que eles perderam a confiança de sua tropa. Rei morto, rei posto. Ultimamente, o vereador derrotado Alexandre Cavalcanti não tem feito outra coisa a não ser insultar a inteligência alheia blogando.

Ao blogar, não escreveu sobre os mimos que fizera ao prefeito são-gonçalense embaixo dos portais das salas nobres da Corte de Contas do Estado no dia da posse do seu presidente Poti Júnior.

Pelo visto, enfrentar o bom administrador e o bom líder Paulinho não deve estar nos seus planos políticos para 2020. Aliás, esse reconhecimento ao bendito prefeito Paulinho também é propagado pelos seus correligionários, inclusive, os de papel passado.

Portanto, que rufem os tambores, a banda vai passar. Quando ela passar pelo menos o fulano, o sicrano e o beltrano nós saberemos onde encontrá-los. Nada contra a quem quer ajudar o nosso grupo político, mas tem que tirar a máscara.

Prefeito da região Metropolitana de Natal tem 10 motivos para disputar reeleição

Escrito por Manacy Henrique em 7 de janeiro de 2018

WhatsApp-Image-2018-06-08-at-10.09.22-1

Prefeito da região Metropolitana de Natal tem 10 motivos para disputar reeleição

São 737 dias no poder e cada um de trabalho.

Após dois anos, o prefeito de São Gonçalo do Amarante (RN), Paulo Emído de Medeiros (Paulinho), não deixou de cumprir nenhuma promessa de campanha. Honrar o seu povo é uma boa guarda para conservar e manter a longevidade na política partidária.

Por isso que, ultimamente, os seus feitos administrativos têm provocado grandes “ondas” jornalísticas nas mídias sociais. Ora, não é para menos, dos 167 prefeitos do Rio Grande do Norte, nenhum tem a marca, além de dá andamento às obras, de inaugurar uma obra por semana.

Com essa marca administrativa, certamente, o seu grande eleitor, Jaime Calado, o marido da senadora diplomada, Zenaide Maia, repetirá o seu voto para prefeito com grande satisfação e seu gesto será seguido por todos os seus amigos e admiradores.

Este elogio é de Emídio: “O ex-prefeito Jaime Calado é um nome que está preparado para assumir qualquer cargo no país. É o maior prefeito da história dessa cidade…ele foi o grande eleitor da minha eleição.”

Portanto, para Jaime, votar novamente no seu sucessor não será troca de gentileza, mas sim de gratidão e lealdade. Quem anda investindo em algo diferente para disputa de 2020, sofrerá mais uma derrota. Já os teimosos sofrerão a quarta consecutiva.

Enfim, essa oposição desbotada são-gonçalense que passou pela prefeitura e viveu mergulhada numa administração moralmente insalubre e fez com os seus concidadãos o mesmo que o alemão aos judeus não tem a menor chance de vitória contra Paulinho Emídio, o nosso candidato.