Pré-candidato a prefeito, Chanxe Dantas, escolhe Jaime Calado como alvo

Escrito por Manacy Henrique em 16 de novembro de 2018

paulinho_jaime

Pré-candidato a prefeito, Chanxe Dantas, escolhe Jaime Calado como alvo

Os amigos, feito na política, são de puro oportunismo por isso se perdem pelo meio do caminho.

O tiro verbal, disparado pelo parlamentar Chanxe Dantas na sessão ordinária realizada na última segunda-feira (12), dirigido a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante, RN, tem como alvo o ex-prefeito Jaime Calado. Seu poder destruidor politicamente é de o calibre ponto 50.

Aliás, essa arma é exclusiva da oposição. O objetivo da caçada era acertar, ao meio, o acordo entre o ex-prefeito Jaime Calado e o atual Paulinho Emídio. Supostamente o alvo é o compromisso de Emídio apoiar Calado para prefeito em 2020.

Fragmentos atingiram, ainda que de raspão, um dos amigos e defensor ferrenho de Jaime e do projeto, o ex-presidente da Casa dos Bons Homens Geraldo Veríssimo. É uma arma poderosa de elite, por isso, ninguém se mexeu. Só Veríssimo que sussurrou: “Ex é ex”. Foi tão baixinho que os microfones não captaram.

Dantas está no papel dele. Sua obrigação é também fiscalizar. Conhece a lei melhor que qualquer um de nós, além disso, tem poder para acionar os órgãos competentes para cobrar oficialmente satisfação do ex-gestor. Não precisa usar um palanque político para chegar até o Ministério Público, por exemplo.

Então, por que aprazaram essa denúncia e tantas outras enumeradas pelo denunciante Chanxe Dantas? Por que não deram voz de prisão, já que tiveram a oportunidade de estar com o marido da senadora eleita durante todo esse tempo, inclusive, na campanha ficaram frente a frente?

Quando quiser um veículo para publicar ou escrever sobre as suas ações legislativas e parlamentares, o senhor conversa comigo praticamente todos os dias por isso não entendi o seu apelo. É só me autorizar a transformar em notícias as nossas conversas que farei com todo prazer. Vou cobrar do senhor, viu vereador?

Quero encerrar o texto afirmando que sendo Jaime Calado o pré-candidato a prefeito do grupo, no mínimo, de oito a nove vereadores da base governista abandonaram o barco. Na prática, nem Paulinho segurará os rebelados. É natural nesse tipo de acordo acontecer essas defecções.

Deixe um Comentário


+ 8 = catorze