Pré-candidatura de Calafange não terá o apoio dos três vereadores são-gonçalenses do PTC

 

- Escrito e publicado por Manacy Henrique em 11 de setembro de 2017

17990314_674295116088536_8651488847754657882_o

Pré-candidatura de Calafange não terá o apoio dos três vereadores são-gonçalenses do PTC

 

O presidente do Partido Trabalhista Cristão (PTC), Marconi Santos, trabalha para que o seu partido lance uma pré-candidatura a deputado estadual de consenso nas próximas eleições. Pelo visto, o partido não quer deixar passar mais esse cavalo selado.

Não sabemos ainda como serão feitas as amarras do nome para disputar a cadeira estadual, apesar da timidez apresentada pelo já declarado pretendente à indicação, Clafange tem confirmado nas conversas de pé de orelha que o projeto tem o apoio da maioria dos colegas.

Todavia não entram na lista do presidente os vereadores Thiago Soares, Pablo Rodrigo e a parlamentar Márcia Soares. Tudo indica que o destino político dos três está selado. Pelo menos o de Thiago o que se comenta sobre, nos corredores da honrosa Casa de Leis, é que ele tomou o rumo da Igreja da Assembleia de Deus sobre os trilhos de pastor Edmilson Gomes.

Marconi é defensor inconteste de um nome próprio do PTC para apresentar na sua chapa proporcional. Independentemente de algumas pré-candidaturas, não menos importantes quanto à dos cristãos, que devam emergir no cenário eleitoral de 2018.

A frase repetida incansavelmente pelo articulador: “O PTC terá candidato a deputado estadual”.  Embora muitos considerem que a frase seja o para-choque do caminhão do PTC, com todo respeito, eu tenho as minhas dúvidas de que ele não possa ser amassado em um cruzamento qualquer da próxima campanha eleitoral.

 

Deixe um Comentário


− 2 = cinco